+55 84 3207 1069
Siga-nos
  • Português

Blog de Automação Industrial da Logique

  • Início
  • Blog
  • Softwares personalizados e softwares de prateleira: qual a diferença?

Softwares personalizados e softwares de prateleira: qual a diferença?

Entenda as diferenças entre softwares personalizados e de prateleira e escolha a melhor solução para implementar na sua empresa e alavancar seus processos.

Já tratamos diversas vezes aqui no nosso blog sobre os benefícios de se trabalhar com um bom software dentro da indústria. Tanto para a equipe de colaboradores quanto para a empresa, soluções tecnológicas melhoram muito o desempenho do trabalho realizado. Sendo assim, existem impactos diretos que um software pode trazer através da automação de processos industriais, além dos benefícios no faturamento que a implantação de um software pode  proporcionar.

Após escolher uma boa fábrica de software para desenvolver uma aplicação para a sua empresa, é necessário escolher o tipo de produto que será criado. Para isso, é importante estar atento às necessidades da empresa, quais os aspectos que serão requisitados para o software e a verba disponível para investir no programa que será adquirido.

Existem dois tipos de softwares que podem ser projetados, softwares personalizados e softwares de prateleira. Mas qual é o ideal para o seu negócio? Quais as diferenças entre eles? O que você deve considerar para escolher entre eles?

Continue lendo e descubra a diferença entre esses dois tipos de softwares e tire todas as suas dúvidas para fazer uma boa escolha e otimizar sua empresa de uma vez por todas.

 

Definição

 

Diante da necessidade de se ter um software para a empresa, qual tipo de software devo contratar? A melhor forma de começar essa decisão é entendendo o que é cada um.

Um software personalizado é uma solução desenvolvida para necessidades específicas. Ele é criado de forma única diante dos requisitos apontados pelo contratante. Por causa disso, irá atuar de forma bem mais pontual nas exigências da empresa.

O software de prateleira foca em soluções mais comuns ao mercado. Esse tipo pode ser adquirido por qualquer empresa que se adapte ao que é oferecido pelo programa. É um tipo de software mais genérico e generalista, cujo a intenção é alcançar o maior número de consumidores. Além disso, não oferece tanta especificidade nas resoluções dos problemas.

Características

Já definimos o que cada tipo de software é. Mas quais características eles apresentam que os tornam diferentes? O que há em comum entre os dois tipo, se é que há?

Customização

Quando se contrata um software personalizado, todas as funcionalidades dele serão escolhidas previamente, sendo ele totalmente sob encomenda. Isso permite uma customização muito mais ampla que um software já pronto.

Em contrapartida, os softwares de prateleira são produzidos em massa. Sendo assim, suas funcionalidades não podem ser escolhidas previamente. Porém, isso não o faz completamente não customizável. Dentro das possibilidades de uma solução de prateleira, podem haver plug-ins que podem ser adquiridos. Dessa forma, podem trazer mais possibilidades à empresa para o uso do programa.

Implantação

Um dos pontos muito requisitados nas empresas é a agilidade na hora da implantação. Afinal, essas soluções são contratadas para resolver problemas ou agilizar ações. Assim, quanto mais rápido forem adquiridas melhor.

Um software de prateleira possui vantagem nessa questão, pois pode ser instalado assim que adquirido. Após realizar a contratação do software, a empresa já pode começar a implantar a solução.

Quando o software está sendo produzido de forma personalizada, ele está sendo construído do zero. Sendo assim, o processo de desenvolvimento do mesmo vai requerer um tempo muito maior para que a implantação ocorra.

 

Resolução de problemas com terceiros

Rotinas, tarefas, problemas… As necessidades de uma empresa podem mudar com o tempo e, para continuar com um software que seja funcional, existe a possibilidade de uma atualização ou adição de plug-ins ao software inicial.

Diante dessa situação, um software personalizado permite essa possibilidade pelo fato de, ao comprar o software sob encomenda, sua licença e código de desenvolvimento fica sob posse do contratante, podendo ele contatar outros desenvolvedores para modificar ou atualizar o programa inicial de acordo com suas necessidades.

Já em uma solução de prateleira, a viabilidade disso acontecer é bem menor, apesar de ela existir. Tudo vai depender do fabricante do software. Alguns programas possuem formas de integração que permitem a inserção de softwares externos, bem como a instalação de plug-ins. Dessa maneira, modificações ou adaptações podem ser feitas, mas isso precisa ser pesquisado na hora de adquirir um programa desse tipo.

Segurança

Imprevistos como: Problemas de segurança digital, bugs, defeitos, vulnerabilidades e falhas, devem ser previstos dentro do processo de desenvolvimento do software.

Em softwares produzidos em larga escala, o máximo de erros precisa ser previsto dentro para garantir a segurança dos dados dos clientes da forma mais global possível. Mas ainda assim, casos de falhas na segurança são possíveis e esse cuidado deve ser ainda maior se os dados forem hospedados em nuvem.

Criptografia e protocolos de segurança, como certificados de SSL (Secure Socket Layer), podem garantir que os dados transitem pela rede de forma segura.

Já nos softwares personalizados, protocolos de segurança podem ser inseridos ao longo de todo o processo de desenvolvimento de acordo com as necessidades que forem apuradas. A garantia de segurança dos dados é um ponto muito forte na hora de escolher um software personalizado. Isso porque a solução vai ser construída focada em cada ponto solicitado pelo cliente. Dessa forma, há uma atenção maior a qualquer furo e erro que possa ser encontrado ao longo do desenvolvimento.

Ainda falando de segurança de dados, softwares de prateleira tendem a utilizar ambientes compartilhados para os dados de seus clientes. Sendo assim, em casos de falhas no acesso dos dados ou configuração mal executada, toda a segurança pode ser comprometida.

Os softwares personalizados costumam utilizar um ambiente de nuvem dedicado para hospedar os dados que serão compartilhados. Assim, o banco de dados é único para cada cliente e isso garante maior segurança nos dados (o que não garante um ambiente 100% seguro, afinal falhas podem acontecer independente do tipo de software utilizado).

Custo

Mas quanto vai custar para ter um software ideal para a sua empresa? Vamos analisar os pontos de custo/benefício para cada tipo de solução.

Softwares de prateleira provavelmente custarão muito menos que um software feito sob encomenda pelo simples fato de serem feitos em grande escala para o mercado. Nesse ponto, vale a pena pesquisar se o software que sua empresa está pensando em adquirir é suficiente para o que ela quer, sem precisar de muitas alterações ou contratações extras.

Várias empresas com necessidades em comum optam por um software pronto pelo valor mais em conta e por levarem em consideração que muitas outras empresas do mesmo nicho conseguem trabalhar bem com essas soluções.

Em contrapartida, manutenções, atualizações e plug-ins extras podem ser o que vai elevar o custo desse software. Talvez seu negócio necessite de melhorias num futuro próximo e para isso, novas contratações e expansões precisarão ser compradas, elevando o valor inicial do software adquirido, mesmo que não custe tão caro na hora da contratação.

Quando pesamos o valor de softwares personalizados, colocamos também no valor a economia a longo prazo que ele irá gerar. Contratos para o desenvolvimento de uma solução do zero costumam já vir com melhorias, manutenção e customizações inclusas. Isso já previne gastos futuros e dá uma segurança maior na hora da escolha. Apesar do alto valor, a garantia dada pelas fábricas de softwares sempre garante manutenções a longo prazo.

Mas ainda assim é bom analisar o tempo que esse software personalizado levará para ficar pronto. Se a sua situação for de urgência, vale mais adquirir um software pronto e pensar nas manutenções futuras, planejando um valor no orçamento para necessidades que possam surgir.

 

Afinal, qual escolher? (necessidades da empresa)

Já listamos os principais pontos a se levar em consideração na hora da escolha entre softwares de prateleira e um softwares personalizados. Mas o que realmente levar em consideração na hora da escolha?

Opte sempre pela necessidade da sua empresa!

Liste quais as necessidades atuais, os motivos pelos quais quer adquirir um software e depois pese os pontos aqui citados. Daí em diante, escolha o tipo de solução que mais se enquadra naquilo que você precisa pode bancar.

Existem fábricas de software que possuem programas prontos para soluções em geral, mas também fornecem o serviço sob medida. Encontrando empresas de software assim, fica ainda mais fácil, junto aos desenvolvedores, analisar o quadro que seu negócio se encaixa mais e qual o tipo de software ideal para você.

 

Nós da Logique Sistemas somos uma fábrica de software que ajuda indústrias e empresas com ambas as soluções. Possuímos softwares prontos que atendem o máximo de necessidades possível para uma indústria, dentro dos sistemas de gerenciamento de alarmes principalmente. Mas também estamos abertos ao mercado de desenvolvimento de softwares personalizados para qualquer tipo de negócio, tendo em nossos cases de sistemas de medição de gás à aplicativos de compras à domicílio.

 

Se você se interessou pelo nosso conteúdo, necessita de uma solução para a sua empresa e quer conversar mais com nosso time para solucionar seu problema com softwares, entre em contato conosco pelo e-mail victor.saatmam@logiquesistemas.com.br! Ficaremos felizes em atender você!


Postado por Victor Saatmam

Um pouco sobre o autor (a): Publicitário e aspirante a produtor de conteúdo. Amante de livros, filmes e café e se infiltrando cada vez mais no mundo da tecnologia.


Postagens relacionadas


Receba o nosso feed

Fique por dentro das novidades

Prometemos não enviar spam.
© 2016. «Logique Sistemas». Todos os direitos reservados