+55 84 3207 1069
Siga-nos
  • Português

Blog de Automação Industrial da Logique

  • Início
  • Blog
  • Análise e gerenciamento de risco: descubra o que é e qual sua importância para a segurança em uma indústria

Análise e gerenciamento de risco: descubra o que é e qual sua importância para a segurança em uma indústria

Veja o que é a análise e gerenciamento de risco, como você pode aplicá-la e quais os benefícios trazidos para a organização.

Você sabia que o Brasil é o 4° país com mais acidentes de trabalho no mundo?

Todos os acidentes de trabalho e falhas de processo estão associados à um risco. Além dos danos ao trabalhador, eles ainda podem comprometer também o processo produtivo e sua eficiência.

Os riscos podem ser gerenciados, diminuindo ou eliminando a sua ocorrência, ou apenas ignorados, contribuindo para números alarmantes de acidentes.

A prática de análise e gerenciamento de risco se propõe então a auxiliar o controle do mesmo dentro de uma organização.

Este processo torna-se então imprescindível para o cenário industrial. Além de proporcionar aumento na segurança, ainda é importante para uma série de outros fatores que iremos explanar a seguir.

Nesse post, vamos te explicar:

  • O que é risco;
  • O que é a análise e gerenciamento de riscos;
  • Como aplicá-la na indústria; e
  • Benefícios de um gerenciamento eficiente.

Quer entender tudo de forma clara e simples? Continue lendo!

 

O que é risco?

Antes de tudo precisamos entender como o risco está inserido na indústria. Risco é a possibilidade de ocorrência de um evento capaz de gerar danos, sendo então uma ameaça à atividade.

Correr risco é estar sujeito à eventos do tipo, como também de situações que devam ser analisadas com cuidado. Tudo isso para não provocarem futuros problemas, comprometendo os resultados esperados.

De maneira geral, toda atividade humana está sujeita à riscos. E não apenas as desenvolvidas em ambientes de trabalho.

É válido lembrar também que as consequências do risco podem não ser imediatas, mas cumulativas ao longo de um processo produtivo. Como no caso de exposição prolongada à um agente causador de risco.

Os riscos podem causar danos a diversas esferas, como ao produto, ao maquinário, ao trabalhador… E claro, gerar prejuízos financeiros.

 

O que é a análise e gerenciamento de riscos?

A análise e gerenciamento de risco é o processo de planejamento dos recursos de uma organização, sejam humanos ou materiais, objetivando reduzir e/ou eliminar a ocorrência de determinados riscos, além de minimizar os efeitos dos que venham acontecer.

A análise e gerenciamento de riscos é um processo contínuo. Durante a fase de planejamento de um projeto, ela torna-se fundamental para prevenção de falhas. Já ao longo do seu desenvolvimento, ela aparece como meio de correção do processo para as demais falhas que surgiram ao longo de seu funcionamento.

A cada mudança realizada em uma atividade, a análise e gerenciamento de risco deve ser atualizada, já que novas ameaças ao processo podem surgir.

A NBR ISO 31000 é a norma que dispõe os princípios da gestão de riscos para as organizações. De acordo com a mesma, o objetivo desse gerenciamento é a criação e a proteção de valor.

 

Como aplicar a análise e gerenciamento de risco na indústria

A realização de análise e gerenciamento de risco é feita através da aplicação de uma série de ferramentas e metodologias. A escolha destas se dá através da necessidade de cada processo e organização.

Como dito anteriormente, a atividade é contínua. Ela pode ser contida dentro do clássico ciclo de planejar, organizar, dirigir e controlar.

A cada nova alteração no processo, novos ciclos devem ser realizados, visto que as variáveis ligadas ao risco serão alteradas.

Os métodos mais empregados para a aplicação de análise e gerenciamento de risco são:

De modo genérico, a aplicação dessas metodologias e ferramentas irá identificar os riscos aos quais a organização está sujeita, seus motivos, ocorrências, consequências e demais variáveis.

Através dessas informações é possível realizar então o gerenciamento, promovendo a ações que reduzam ou eliminem a ocorrência destes riscos.

Um dos pontos chaves da atividade de análise e gerenciamento de risco é a consideração de seus resultados no processo de tomada de decisão. Mais do que obter dados, os mesmos devem ser empregados para trazer maior assertividade para as escolhas da organização.

 

Benefícios de um gerenciamento eficiente

E para não restarem dúvidas sobre a importância da análise e gerenciamento de riscos em um processo, listamos a seguir os principais benefícios adquiridos através de sua aplicação.

 

Processo mais seguro

O benefício mais claro de todos é gerado através do diagnóstico acerca dos cenários de risco.

A análise e gerenciamento proporcionam então um processo no qual os possíveis problemas já se encontram mapeados e com medidas preventivas e corretivas já definidas.

Além disso, ainda é possível eliminar riscos antes mesmo do projeto ser colocado em prática. Como também solucionar de vez um risco já existente e que tenha gerado danos anteriormente.

Isso contribui para um processo mais seguro e previsível, criando uma conjuntura preparada para enfrentar e solucionar de forma ágil os problemas ocorridos.

É interessante lembrar que riscos não comprometem somente o produto e o maquinário, mas também a integridade dos colaboradores. Isso evidencia ainda mais a importância da segurança dentro de uma produção.

 

Estabilidade nas operações

Atrelado ao ponto anterior, um processo mais seguro e previsível promove maior estabilidade nas operações. A análise e gerenciamento de risco contribui para um fluxo mais contínuo e mais eficiente do ponto de vista de tempo de operação.

Um processo estável ainda pode ser sinônimo de qualidade nos produtos finais. Isso acontece devido à uma menor variabilidade no processo, mantendo as métricas dentro das especificações de cada produto.

 

Redução de prejuízos

Como citado anteriormente, a análise e gerenciamento de riscos minimiza a ocorrência de falhas e acidentes no processo, além de atenuar suas consequências.

Dessa forma, a atividade promove a diminuição do dispêndio de recursos na correção das consequências geradas pelos problemas enfrentados. Isso porque quando menos erros ocorrerem, menores são os gastos com correção.

 

Otimização de investimentos

Ainda no âmbito financeiro, a análise e o gerenciamento de risco promove uma destinação de investimentos mais eficiente.

Isso acontece devido ao favorecimento de uma visão mais clara do processo e a identificação de causas raízes dos problemas ocorridos.

Com informações precisas de onde e por que as falhas ocorrem, a destinação de recursos pode ser feita de modo mais eficiente, atingindo os pontos críticos do processo.

Além disso, ainda é possível priorizar investimentos em segurança e produtividade de acordo com sua importância e retorno.

Aliando os dois últimos tópicos, a análise e gerenciamento de riscos implica em menores gastos com correção e investimentos mais eficientes em prevenção.

 

Recapitulando…

Nesse post pudemos compreender melhor o que é e como aplicar a análise e gerenciamento de dados em uma indústria.

Depois de tantos benefícios apresentados, fica fácil entender a importância da prática. Então, pronto para obtê-los?

Continue acompanhando o nosso blog para ler mais sobre esse e outros temas ligados à indústria. Já conferiu nosso post sobre sistemas supervisórios? Corre lá e entenda tudo sobre.

Caso tenha ficado alguma dúvida, é só encaminhá-la para o meu e-mail paula.andrade@logiquesistemas.com.br. Ficarei feliz em te ajudar!


Postado por Ana Paula Andrade

Um pouco sobre o autor (a): Graduanda em Engenharia de Produção que caiu por um acaso no mundo do marketing.


Postagens relacionadas


Receba o nosso feed

Fique por dentro das novidades

Prometemos não enviar spam.
© 2016. «Logique Sistemas». Todos os direitos reservados