+55 84 3207 1069
Siga-nos
  • Português

Blog de Automação Industrial da Logique

O guia básico de filosofia de alarmes

Entenda mais sobre este conceito e sua importância para na gestão de alarmes industriais

Vamos falar aqui sobre um tema importantíssimo para a gestão de um sistema de alarmes industriais: A filosofia de alarmes. Esse tema é, praticamente a “espinha dorsal” de todo o ciclo de vida dessa gestão. 

Porém, quando se fala em filosofia, podem vir diversas coisas a sua mente: Sócrates, Platão, busca pela sabedoria…etc.

É, realmente bem difícil associarmos essa palavra ao contexto industrial. Eu te entendo!

E é justamente por isso que eu irei explicar tudo que você precisa saber sobre o tema filosofia de alarmes. Entenderemos melhor a sua definição e porque esse é um dos mais importantes passos do ciclo de vida do gerenciamento de um sistema de alarmes.

Portanto, se você sempre quis saber mais sobre uma filosofia de alarmes, continue lendo esse texto e aprenda agora!

O que é uma filosofia de alarmes?

Ícone de uma pessoa com interrogações na cabeça, ilustrando a filosofia de alarmes

Algumas normas bem importantes para o segmento industrial, no que diz respeito ao gerenciamento de alarmes industriais, como a ISA 18.2 e a EEMUA 191, falam sobre a filosofia de alarmes e a definem.

De acordo com a norma ANSI/ISA 18.2 (2016), a filosofia de alarmes define-se como:

“Documento que estabelece as definições básicas, princípios e processos para projetar, implementar e manter um sistema de alarme”.

Até aqui, entendemos a filosofia de alarmes como sendo apenas um documento, certo?

Errado! Na verdade ele é bem mais do que isso. Esse documento carrega consigo grandes responsabilidades dentro de uma indústria.

O documento da filosofia de alarmes é a estrutura base que serve para estabelecer todo o ciclo de vida do gerenciamento de alarmes, especificando itens, incluindo os métodos de identificação, racionalização, classificação, priorização, monitoramento, gerenciamento de mudanças e auditoria a serem seguidos. Todos estes, formam o famoso ciclo de vida da gestão de alarmes (entenda mais sobre esse ciclo no nosso infográfico clicando aqui).

Assim, a filosofia de alarmes cobre todos os elementos de um sistema de alarmes, incluindo:

  • princípios de design;
  • indicadores de desempenho chave;
  • papéis e responsabilidades
  • padrões de apresentação de alarme;
  • atribuição de prioridade de alarme;
  • manutenção do sistema de alarme;
  • gerenciamento de mudanças;
  • auditoria;
  • políticas de escalonamento.

É, de fato, um documento bastante completo e que irá guiar todo o projeto e a gestão de um sistema de alarmes eficaz.

Podemos concluir que, o primeiro passo para implementar um sistema de alarmes é estabelecendo uma filosofia de alarmes. E o primeiro passo para a definição da filosofia é a criação de um documento de filosofia de alarmes (APD – Alarm philosophy document).

O documento irá descrever a abordagem de todos os elementos, e é o início de um projeto de gerenciamento de alarmes bem-sucedido. Por isso, se aprofunde ainda mais nesse assunto através do nosso ebook gratuito O Guia Completo de Gerenciamento de Alarmes.

guia gerenciamento de alarmes

O papel primordial da filosofia de alarmes

Um planejamento básico é sempre necessário antes de projetar um novo sistema de alarmes ou modificar um sistema existente. Geralmente, se inicia com o desenvolvimento de uma filosofia de alarme, justamente para documentar os objetivos do sistema de alarme e os processos para atingir esses objetivos.

Um documento efetivo de filosofia de alarmes é personalizado para a situação específica da planta e estabelece regras para melhor gerenciar o sistema de alarme. Atua também como uma referência de longo prazo para orientar estratégias de melhorias.

Alguns dos principais benefícios trazidos pela documentação de uma boa filosofia de alarmes podem incluir:

  • Custos reduzidos;
  • Segurança aprimorada;
  • Melhoria da confiabilidade do processo;
  • Aderência facilitada às diretrizes e regulamentos da indústria.

Carimbo com a palavra importante, ilustrando a relevância da filosofia de alarmes

Alguns dos objetivos da filosofia de alarmes

A definição de uma filosofia para o sistema de alarmes tem como principais objetivos:

  • Garantir consistência e uniformidade do gerenciamento de alarmes para todas as plantas da companhia;
  • Garantir alinhamento com as metas e objetivos gerenciais;
  • Permitir a especificação, implementação, operação, monitoração e manutenção de um sistema de alarmes robusto e eficiente.

Que tópicos devem constar na filosofia de alarmes?

A filosofia de alarmes começa com as definições básicas e as amplia para definições operacionais. Os critérios de priorização de alarme e a definição de classes de alarme, métricas de desempenho, limites de desempenho e requisitos de relatórios são baseados nos objetivos e princípios para sistemas de alarme.

Os esquemas de apresentação de indicações de alarme na interface homem x máquina (IHM ou HMI – Human Machine Interface), incluindo o uso de prioridades, também são definidos na filosofia de alarme, o que deve ser consistente com o design HMI geral.

A filosofia de alarmes especifica os processos utilizados para cada um dos estágios do ciclo de vida do gerenciamento de alarmes, como o limite para o processo de gerenciamento de mudanças (MOC – Management of Change) e os requisitos específicos de mudança.

Tabela de conteúdos obrigatórios e recomendados

A filosofia de alarmes é mantida para assegurar um gerenciamento de alarmes constante  ao longo do ciclo de vida do sistema de alarmes.

A ISA 18.2 se utiliza da seguinte tabela para ilustrar os conteúdos necessários (obrigatórios) e recomendados para o documento de filosofia do alarme:

Conteúdos Classificação (obrigatório ou recomendado)
Propósito de um sistema de alarme Obrigatório
Definições Obrigatório
Referências Recomendado
Papéis e responsabilidades do gerenciamento de alarme Obrigatório
Princípios do projeto de um alarme Obrigatório
Determinações do ponto de ajuste (setpoint) do alarme Recomendado
Método de priorização Obrigatório
Definição da classe de um alarme Obrigatório
Alarmes altamente gerenciados Recomendado
Racionalização Obrigatório
Documentação dos alarmes Obrigatório
Orientações para projeto de alarme Obrigatório
Considerações específicas para o projeto do alarme Recomendado
Orientações do projeto da Interface homem-máquina (HMI) Obrigatório
Técnicas de alarme aprimoradas e avançadas Recomendado
Orientação de implementação Obrigatório
Procedimentos de resposta do alarme Obrigatório
Treinamento Obrigatório
Supressão “shelving” do alarme Recomendado
Manutenção do sistema de alarme Obrigatório
Testes dos alarmes Obrigatório
Monitoramento da performance do sistema de alarme Obrigatório
Preservação do histórico do alarme Recomendado
Gestão de mudança Obrigatório
Auditoria da gestão do alarme Obrigatório
Procedimentos do site relacionados Recomendado

Nesse contexto, a produção de um documento contendo a filosofia do alarme é de extrema importância para prover consistência em todo o sistema de alarmes. Além de garantir também consistência nos objetivos e metas presentes no gerenciamento de risco. Bem como, boas práticas de engenharia que garantam auxílio em uma resposta eficaz do operador diante de irregularidades no processo.

Para finalizar nosso conteúdo filosófico…

Para fecharmos esse conteúdo, nada melhor do que usar uma metáfora a partir de uma frase do grande filósofo Sócrates:

“Sob a direção de um forte general, não haverá jamais soldados fracos”.

– Sócrates

Podemos dizer, portanto a partir desta bela premissa socrática, que a filosofia de alarmes, sendo o general no ciclo de vida do gerenciamento de um sistema de alarmes, deve ser forte (bem produzido) para que todo o ciclo de vida seja bem-sucedido, garantindo maior produtividade e confiabilidade na indústria.

Caso tenha alguma dúvida sobre o conteúdo abordado aqui, basta me contatar pelo debora.silva@logiquesistemas.com.br. Estarei aguardando o seu contato!

Aproveite e compartilhe esse conteúdo nas suas mídias sociais e garanta que mais pessoas acessem e aprendam assim como você.

Fique sempre atento ao nosso blog que vem mais conteúdo por aí!


Tags: Análise Industrial Automação Industrial Engenharia de Processos Gerenciamento de Alarmes Otimização de Processos Segurança Industrial Sistema de Alarmes

Postado por Débora Silva

Um pouco sobre o autor (a): Graduanda em Comunicação Social com habilitação em Publicidade e Propaganda pela UFRN, amante da cultura hip hop, de cinema, séries e uma grande curiosa sobre os mais diversos temas. Atualmente sou responsável pelo Inbound Marketing da Logique Sistemas.


Postagens relacionadas


Receba o nosso feed

Fique por dentro das novidades

Prometemos não enviar spam.
© 2016. «Logique Sistemas». Todos os direitos reservados